• home
  • sobre
  • contato
  • favoritos
  • 101 em 1001
  • 28 de fevereiro de 2016

    Conheci o Lucas Rangel e a Danielle Diz


    Hoje vim compartilhar mais um momento, que sem dúvidas, marcou a minha vida. Como eu sempre digo, criei o blog pra compartilhar as coisas mais legais, pra mim, e nesse último sábado (dia 27), conheci o Lucas Rangel e a Danielle Diz (ou Dias, que confusão).

    Pra quem não conhece, o Lucas começou no Vine e hoje em dia é muito conhecido. Ele também é Youtuber e está em cartaz com a peça Não são só seis segundos, com participação da Danielle Diz, que é muito amiga dele e sempre participa dos vídeos dele. Eu até já comentei sobre ele aqui. Enfim.

    Eu soube que eles iriam vir pra Porto Alegre e fiquei “Meu Deus, eu preciso ir”. Fiquei enrolando, enrolando e enrolando, até que comprei o ingresso. Fui sozinha e lá, combinei de encontrar uma amiga virtual, a Kamila. Ainda conheci eles e a minha amiga virtual, quero esse dia de novo.

    A peça é muito divertida, engraçada e interativa, o que torna mais legal ainda. Tem vários momentos em que eles chamam algumas pessoas da plateia pra ir pro palco, daí já viu, todo mundo grita pra ser o escolhido. E teve uma hora em que o Rangel disse pra colocarem Sorry e todo mundo ficou dançando, foi demais. Sem contar no improviso, eles mandam muito bem. Fora as músicas que são tocadas, os assuntos da atualidade... Demais! 

    Rindo dessa foto em 3, 2, 1.. 
    Bom, o único problema foi em relação à foto. Depois da peça, o homem que estava organizando, disse que ele ia chamar cada fila pra ir tirar foto, que ia ter a fila A, B, C e assim vai. Só que, é claro que tinha gente furando. Por exemplo, pessoas que eram da fila I, entravam na fila A, sabe? Daí todo mundo começou a reclamar e chegaram a vaiar. Então, o homem foi lá e fez um discurso, dizendo que tem sempre uns que querem dar um “jeitinho brasileiro” e furar a fila, essas coisas. Mandou bem no discurso. Então, ficou mais organizado.

    Outra coisa é que era pouco tempo e eram cinco pessoas pra foto (e só de um celular), mas pelo menos, consegui abraçar eles. Fui direto abraçar o Rangel e depois abracei a Dani e aproveitei pra ficar do lado do Rangel na foto (não sou boba não, AUEHA). Depois ainda fui dar outro abraço nele e ele perguntou todo confuso “você eu já abracei?” HAHAHAH nem eu lembro direito se foi isso. E logo após, os seguranças praticamente nos expulsaram dali, mas fazer o que.

    Enfim, eles são muito queridos! A Dani é a coisa mais simpática desse mundo. Digo o mesmo do Rangel. Valeu muito a pena! E eu não vejo a hora de ver eles mais vezes. 
    Gostaria de agradecer pelos comentários do post anterior! É tão bom saber que tem gente que se identifica comigo e que gosta dos meus textos. Obrigada! Beijos. 

    25 de fevereiro de 2016

    Texto: Sou de lua



    As pessoas dizem pra sermos nós mesmos, do jeito que somos. Lembro que eu fazia aqueles testes de “Quem é você?” e na maioria das vezes, empatava. Eu não achava correto, afinal, antes, ou você era uma coisa ou outra, não podia ser duas coisas ao mesmo tempo. Mas sim, eu posso. Posso ser quem eu quiser e como eu quiser.

    Sabe de uma coisa? Ninguém sabe quem é de verdade, sabem apenas dos seus conceitos, manias, preferências, religiões e afins. Vivemos a vida inteira procurando saber quem somos de verdade e isso é meio inútil, mas normal. Nós mudamos constantemente, não somos as mesmas pessoas de anos atrás.

    Mas, eu sempre tive a dúvida de quem eu realmente sou. Como vou saber? Tem dias que me sinto de um jeito e outro dia de outro. Tem vezes que não quero que toquem em mim, que falem comigo, só quero ficar no meu canto, sem ninguém pra me incomodar. Também tem dias em que eu preciso de alguém comigo, que me sinto carente ou que eu estou bem humorada e brincalhona. Tem vezes que eu também me amo mais que tudo, coloco o amor próprio em primeiro lugar, porém, tem uns em que eu odeio cada parte de mim. Sem contar que não sei o que fazer. Da vida, em geral. Parece que nada me encanta nada me agrada e isso é uma droga.

    Mudo de humor com muita facilidade. Sou de lua. Difícil de lidar. Talvez me rotulem como louca. Ou até mesmo imatura. Mas, eu sempre digo que você só amadurece, quando chora uma noite inteira e no dia seguinte, acorda sorrindo. E outra que, rótulos são desnecessários, afinal, são apenas rótulos.

    17 de fevereiro de 2016

    Filmes que assisti recentemente #5


    Oie, gente! (). Tudo bem com vocês? Espero que sim. O que fizeram no Carnaval? Só de pensar que o próximo feriado é só em Abril da até um desanimo... E por falar nesse mês, eu tenho uma notícia tão boa, um sonho que vou realizar, mas prefiro guardar por enquanto, e quem sabe, mais tarde, eu compartilho por aqui. Enfim, vamos ao que interessa. 

    Eu fiquei o Carnaval em casa assistindo filmes e HTGAWM, queria terminar a segunda temporada de Glee, mas não consegui (ainda). E eu resolvi compartilhar um pouquinho dos filmes que eu assisti pra vocês. Vem ver: 


    ❥ Querido John 


    Lembro que eu comentei aqui no blog que eu nunca tinha assistido esse filme (nem li o livro), mas teve uma galera que disse pra eu assistir, que é um filme bem fofo e que choraram. Até que eu fiquei com vontade e fui assistir. Me arrependo de não ter assistido antes, sério. É muito amor! Delicado e emocionate. Fala sobre o autismo também, vale muito a pena. 

    Sinopse: John Tyree é um jovem soldado que está em casa, licenciado. Um dia ele conhece Savannah Curtis, uma universitária idealista em férias, por quem se apaixona. Eles iniciam um relacionamento, só que logo John precisará retornar ao trabalho. Dentro de um ano ele terminará o serviço militar, quando poderão enfim ficar juntos. Neste período eles trocam diversas cartas, onde cada um conta o que lhe acontece a cada dia. 

    ❥ Simplesmente Acontece



    Outro filme que eu me arrependo de não ter assistido antes! Eu já tinha visto que muita gente tinha gostado, que fugia dos clichês, essas coisas. E esse filme é demais. Mostra como a vida é, que quando você menos espera, coisas boas e ruins já estão acontecendo. É surpreendente, tem um pouco de comédia e muito amor. Fora a trilha sonora, que é um arraso. Amei? Amei. 

    Sinopse: Os jovens britânicos Rosie e Alex são amigos inseparáveis desde a infância, experimentando juntos as dificuldades amorosas, familiares e escolares. Embora exista uma atração entre eles, os dois mantêm a amizade acima de tudo. Um dia, Alex decide aceitar um convite para estudar medicina em Harvard, nos Estados Unidos. A distância entre eles faz com que nasçam os primeiros segredos, enquanto cada um encontra outros namorados e namoradas. Mas o destino continua atraindo Rosie e Alex um ao outro. 

     Os Reis do Verão


    Uma amiga minha já tinha me indicado esse filme, ela disse que mesmo não parecendo, é muito bom. Depois vi que a Bea indicou e vi os comentários no Filmow e pela Netflix (sim, eu faço isso), fiquei com muita vontade de assistir. E gente, é um filme muito divertido, engraçado e tem um pouco de emoção, eu achei. Fora a fotografia e os lugares... Coisa mais linda! E todo mundo precisa de um Biaggio na vida! ♥

    Sinopse: Joe Toy é um adolescente que não aguenta mais viver com o pai autoritário. Quando seu amigo Patrick também briga com os pais, os dois decidem se mudar para a floresta, junto de um garoto estranho que os segue, e viverem sozinhos, longe da presença de adultos. Logo, eles aprendem como cuidar da própria comida e como construir uma casa para os três.

    G.B.F 


    Eu adoro esse tipo de filme! Esse é uma temática gay com uma comédia adolescente, sabe? E eu adoro. É muito divertido, fofo, simples e leve. E é meio que uma versão gay de Meninas Malvadas, hahahah. É daqueles pra passar o tempo mesmo, mas vale muito a pena. ♥ 

    Sinopse: Na disputa para ser a mais popular do colégio, Caprice, Fawcett e Shley estão em busca de um elemento na moda: um amigo assumidamente gay. Quando descobrem que Tanner é homossexual, decidem transformar este rapaz tímido em um garoto extravagante e superficial. Mas aos poucos Tanner percebe que esta não é a sua personalidade, e que os seus verdadeiros amigos foram deixados para trás.

    ❥ O Palhaço


    Eu já tinha assistido partes desse filme e sempre quis assistir todo ele. E não me arrependo. É nacional sim e vale muito a pena. Sem falar da atuação (e direção) do Selton Mello... Gente, esse homem é um gênio! Fora a Larissa Manoela, que mesmo criança, arrasou em cena. É um filme delicado e que não deixa de ser engraçado. Tem até uma frase, em que o personagem do Selton fala: "Eu faço as pessoas sorrirem, mas quem vai me fazer sorrir?" E é tão verdade. Enfim, é muito bom! 

    Sinopse: Benjamim trabalha no Circo Esperança junto com seu pai Valdemar. Juntos, eles formam a dupla de palhaços Pangaré & Puro Sangue e fazem a alegria da plateia. Mas a vida anda sem graça para Benjamin, que passa por uma crise existencial e assim, volta e meia, pensa em abandonar Lola, a mulher que cospe fogo, os irmãos Lorotta, Dona Zaira e o resto dos amigos da trupe. Seu pai e amigos lamentam o que está acontecendo com o companheiro, mas entendem que ele precisa encontrar seu caminho por conta própria. 

    Gente, cheguei a conclusão de que faz muito tempo que eu não assisto filmes de terror, inclusive, se quiserem me indicar algum, eu agradeço. Esses foram os filmes que eu assisti recentemente! Espero que tenham gostado.

    Já assistiram ou gostariam de assistir algum desses filmes? O que acharam? Me contem. 
    Beijos. 

    6 de fevereiro de 2016

    6 on 6: Alegria


    Oi, gente! Tudo bem com vocês? Espero que sim. O que vão fazer nesse Carnaval? Eu ficarei em casa, como de costume, assistindo as minhas séries e filmes, confesso que estava adiando as séries pra ter o que fazer no Carnaval, já que eu não gosto de muita muvuca, ahahah. Quero ler algum livro também, mas vamos ver. 

    Quase no fim do dia 6, mas consegui, tinha até pensado em desistir, mas como deu pra ver, cá estou com mais um 6 on 6. Pra quem não sabe, é um projeto onde 6 blogs, postam fotos de algum tema sempre no dia 6. E o tema desse mês é Alegria (ou Colorido, como preferir). Coisas que nos deixam alegre, feliz, essas coisas. Então, vem ver as fotos: 


    Meu livro favorito: Queria colocar dos livros, em geral, mas acabei colocando do meu livro preferido mesmo. As Vantagens de Ser Invisível é o meu livro favorito, sei que tem gente que não gosta, é aquele lance de amor e ódio, e eu amo ♥


    Séries, filmes e Youtube: Sim, eu coloquei os três porque são coisas que me deixam felizes. Ah, o Twitter também me deixa muito alegre, os memes, gifs... Ok, já chega. E essa fotinho é de Glee! Amo. 


    Minha cachorrinha: É claro que ela tinha que aparecer! Ela nunca olha pra foto, chega ser engraçado, parece que ela sabe quando eu vou tirar foto dela, heheh. É a coisinha mais importante pra mim e a minha vida mudou quando ela chegou. E esse mês ela vai fazer três aninhos já. 


    Viajar: Eu já tinha essa foto aqui e resolvi colocar, pode né? Não vejo a hora de viajar, conhecer novos lugares e novas pessoas. E sem sombra de dúvidas, viajar deixa a gente bem mais feliz. 


    Música: Não poderia faltar! Música é vida! Nada melhor do que colocar uma música e ficar dançando (sozinha) em casa. E pra não ficar sem graça, coloquei esse ET do Toy Story, vale né? Heheh. 



    O barulho do mar: Não, eu não sou tão fã do mar assim, até gosto, mas não é pra tanto, prefiro o barulho, sabe? E como eu gostei MUITO dessa foto que achei aqui, resolvi colocar. (Não tinha como eu colocar o barulho do mar, então tá valendo).

    Aqui estão os dos outros participantes: Sentimentos Apurados Forest Fairy | Breathe | Vendedor de Utopias | Folhas de Outono

    E é isso gente. Desculpem pelas fotos meia boca, foi o que deu! Espero me organizar melhor pro próximo tema. E espero que tenham gostado.



    O que acharam? Alguém aí faz parte desse projeto também? Me contem. 
    Beijos. 

    2 de fevereiro de 2016

    5 curtas para você assistir (e amar)


    Oi gente. Tudo bem com vocês? Espero que sim. Ainda estão de férias? Quando começa as aulas de vocês? Quero saber, me contem. O meu curso começa antes do carnaval, se eu estou nervosa? Talvez, hehehe. 

    Hoje eu resolvi trazer um post meio diferente, bem curtinho e recheado de amor. Alguém aí já viu algum curta? Pra quem não sabe, é um filme de curta duração e na maioria das vezes, com uma lição. É tão curto que da pra assistir os cinco agorinha, heheh. Assisti alguns e resolvi compartilhar aqui com vocês, é um mais apaixonante que o outro. Vem ver: 


    Tamara: Esse é um dos mais emocionantes, tão delicado e amável. É de uma menina que sonha em ser bailarina, tem toda uma história de superação. Confesso que saiu uma lágrima (sim, sou uma manteiga derretida).


    Changing Batteries: Eu já tinha visto uma vez na escola, mas não lembrava muito bem. É uma história de uma senhora que ganha um robô de presente, pra ajudar ela. E ao longo do tempo, eles vão tornando uma relação muito bonita, com muito carinho e respeito. É lindimais.


    Le miroir: Esse é muito interessante. Mostra a vida do "garotinho", em apenas 6 minutos e tudo através de um espelho do banheiro. Achei criativo e como eu disse, muito interessante. É aquilo de como a vida passa rápido e de como apenas uma atitude pode mudar tudo.


    Emi: No início eu não tinha entendido muito bem, mas depois veio a “luz” e tudo começou a fazer sentido. Não vou falar muito, porque se não, solto algum spoiler, mas esse é muito lindo e muito surpreendente. Mostra o amor do pai pela filha!


    Runaway: Esse da até uma aperto no coração. Conta a história de uma geladeira velha, que acha que não tem mais importância para o seu dono e resolve fugir, mas não é bem assim como "ela" pensa. É muito fofinho. 

    Bom, o post de hoje é esse. Bem curtinho, mas que vale a pena. Se vocês tiverem algum pra me indicar, eu agradeço desde já. 

    Já assistiram algum desses Curtas? O que acharam? Me contem. 
    Beijos. 
    © Quebrar o Silêncio - 2016 | Todos os direitos reservados.
    Desenvolvimento por: Fairy Dream Design | Tecnologia do Blogger.
    imagem-logo