• home
  • sobre
  • contato
  • favoritos
  • 101 em 1001
  • 24 de julho de 2016

    10 Coisas que aprendi com Glee


    Oi, gente! Como vocês estão? Espero que bem. Eu estou bem. Ultimamente, eu ando estudando, indo para o estágio, assistindo séries e lendo. Eu fiquei desanimada de postar aqui, sem criatividade, falta de motivação, enfim. Espero que isso melhore! Me contem o que vocês tem feito de bom, quero saber. 

    Eu já contei aqui pra vocês, quando comecei a assistir a série Glee e como eu me apeguei a ela. E por isso, logo quando terminei, fiz um texto, meio bobo da minha parte, mas que significa muito. Espero que gostem! 


    Sempre tive uma certa curiosidade em relação a Glee. Comecei a assistir, só por assistir mesmo. E desde o primeiro episódio, vi que aquela série ia me marcar de alguma forma. Depois de ver eles cantando "Don't Stop Believing", tive certeza disso. 

    Glee não é apenas uma série. Pelo menos pra mim não é. Glee fez parte de alguns dias dificeís, lembro que eu pensava que quando eu chegasse em casa, poderia recompensar assistindo Glee. E aquilo era muito bom. Eu aprendi tanta coisa nesse tempo em que assisti. Tantas músicas que conheci, tantas vezes em que chorei, fiquei feliz com as vitórias deles e triste com as derrotas, porém satisfeita, porque eles sempre deram o seu melhor. 

    Eu não me sentia sozinha quando assistia Glee. Comecei a assistir no final do ensino médio, onde é a fase de sair da escola e enfrentar o mundo. E eu posso dizer que enfrentei tudo até agora, com a ajuda deles. Dessa série. Desses personagens. De cada um. De verdade. Eles me marcaram de uma forma incomparável. Eu cresci, ri, chorei, me diverti, cantei e me encantei ao assistir. Os personagens pareciam tão reais, as performances eram incríveis e eu me apaixonava a cada episódio. 

    Ao longo do tempo, tiveram alguns episódios em que não foram tão satisfatórios assim, mas algo (creio que seja o amor), não me fez desistir. Eu sabia que tudo aquilo iria valer apena. Eu sei que me tornei uma pessoa melhor com essa série.

    E como eu disse, aprendi muitas coisas com a série e resolvi listar 10 delas, vem ver:

    1. Pra qualquer situação, existe uma música: As músicas sempre sabem o que dizer na hora certa. E em Glee, sempre foi assim. Às vezes a gente não sabe como se expressar, e tem várias formas de fazer isso e a música é e sempre vai ser uma das melhores formas. E posso garantir que tem muitas músicas que não são tão boas assim, mas na versão deles, fica um arraso.

    2. Toda forma de amor é válida: Sei que muitos devem pensar que Glee é “apenas” uma série sobre a homossexualidade ou algo do tipo. Mas não é bem assim. É claro que um dos objetivos é mostrar que não importa a nossa opção sexual, todos devemos ser respeitados e amados. E é preciso respeitar as diferenças, afinal, elas que fazem de você especial.


    3. Ame quem você é: Se tem uma coisa que aprendi, logo no início, principalmente com a Mercedes, a Quinn e em um episódio em que eles cantam Born This Way, é de você amar quem você é. E se você não se sente bem do jeito que você é, mude, mas nunca, em hipótese alguma, pelos outros e sim, por você.

    4. Perder não é a pior coisa que existe: É claro que receber o troféu fecha tudo com chave de ouro. Mas fazer algo bem feito, canções de arrepiar, passos de dança incríveis, troca de olhares e saber que o que foi feito, foi algo muito bom, já é alguma coisa incrível. Um exemplo disso? As Nationals e Sectionals. Nem sempre eles saiam com um troféu, mas foram apresentações magnificas. Difícil dizer qual me marcou mais.


    5. Amizade é uma das coisas mais importantes na vida: Isso é fato. Por mais diferente que nós sejamos dos nossos amigos, por todas as dificuldades que já passamos, por todas as brigas, choros e risadas compartilhadas... Quando tudo não parece estar bem, um ombro amigo é sempre válido. E por mais diferente que eles sejam um do outro na série, a amizade sempre prevalece.

    6. Você se sente incluído: Sem dúvidas, Glee é uma família e querendo ou não, você sente que faz parte dela. Acompanhar a trajetória de cada um, ver todo o amadurecimento deles, os sonhos se realizando, alguns indo embora, outros passando por vários obstáculos... Tudo isso acabou fazendo parte, por isso que digo que Glee é mais que uma série.


    7. Professores podem se tornar nossos amigos: Mr. Shue é um personagem maravilhoso. Além de incentivar sempre os seus alunos e de tentar sempre fazer o melhor, ele ainda mandava muito bem cantando e dançando. Mr. Shue me ensinou tantas coisas valiosas, que vou levar pra sempre. Sempre com seus pensamentos incríveis. E que quando tudo parece dar errado, a vida ficar difícil, é só respirar fundo, recomeçar do zero e cantar alguma música.

    8. Você pode tentar me colocar pra baixo, mas eu não vou ligar: Algo que defina essa frase é a música Loser Like Me, que é genial e que eu amo. Por eles fazerem parte de um Coral, tiveram que enfrentar muitos comentários desagradáveis, muitas raspadinhas e obstáculos, e o maior deles? Sue Sylvester. Apesar de que no fundo, isso os motivava a serem melhor cada vez mais.


    9. Mesmo indo embora, algumas pessoas deixam marcas: E que marcas. Não poderia deixar de mencionar o Finn Hudson. Ele era um dos meus personagens favoritos. Em muitas vezes, me identifiquei com ele, principalmente no ano da formatura, em que ele se sentia deslocado. A morte dele foi uma perda muito grande, lembro de assistir ao episódio chorando do início ao fim. Foi uma homenagem linda e com muito amor. E apesar de tudo, eu sei o quão bom ele foi. Fico muito feliz por ter conhecido o talento dele, e não só como Finn Hudson, mas também como Cory Monteith.

    10. Os sonhos podem se tornar realidade: Rachel Berry que o diga. Com uma voz forte e única, ela sonhava em ser estrela da Broadway e sempre lutou muito por isso. Apesar de muitos terem uma relação de amor e ódio, não da pra negar que apesar de seus erros e acertos, seu jeito um tanto quanto irritante, Rachel nos mostrou que jamais devemos desistir dos sonhos e lutar sempre por eles. Acredito que Rachel é um pedacinho de cada um de nós. Temos medo de que tudo que planejamos dê errado, somos postos sob pressão ou algo do tipo. E acompanhar a jornada de Rachel, me fez acreditar ainda mais que sim, os nossos sonhos podem se tornar realidade. É só você acreditar e lutar.

    Glee não é apenas uma série musical ou de comédia. Tem uma história muito bem trabalhada. É a vida real. E eu fico muito feliz de ter assistido e muito grata por todos os ensinamentos. Obrigada por tudo, Glee!  

    Deêm uma chance pra essa série, quem sabe, ela não torna a sua preferida também?! E se você já assistiu, comenta aqui, vamos compartilhar esse amor! Me contem o que vocês acham e o que vocês aprenderam, quero saber. 

    E não se esqueça:

    10 de julho de 2016

    6 motivos para assistir Procurando Dory


    E aí gente, tudo bem com vocês? Espero que sim. Primeiramente, desculpem pelo sumiço, eu estava de férias do estágio e eu dormi muito, assisti muitas séries e alguns filmes, esse foi o meu jeitinho de aproveitar, hehehehe. Mas já estou de volta.

    No domingo, dia 3, fui assistir Procurando Dory nos cinemas. Estava louca para assistir ao filme! Esperei anos pra ver a Dory nas telonas de novo e não poderia perder essa chance. Eu pensei em fazer uma resenha, mas achei melhor, separar alguns motivos pra vocês, que pretendem assistir, correrem para o cinema depois desse post. Vem ver: 

    1. A Dory bebê é um amor


    Ela é tão fofinha! Quando vi as fotos rolando pela internet, fiquei apaixonada. É a coisinha mais fofa desse mundo, sério. Esses olhos arregalados, a voz de bebê, o jeitinho Dory de ser, um amor. Impossível não se apaixonar! Olhem esse GIF aí, da vontade de apertar, né? 

    2. A origem do Baleiês
    "PROCURAAANDO NEEEMO, ONDE É QUE ELE ESTÁAA?" Sim, a Dory fala Baleiês! Quem aí já falou Baleiês levanta a mão? \o/. Nesse filme, a gente descobre a origem, com quem ela começou a falar, e é claro, que vê a Dory falando Baleiês, e você ri na certa. 

    3. Mesmo não sendo uma sequência, Nemo e Marlin fazem parte 
    Já vou avisando que não precisa assistir Procurando Nemo para assistir Dory, é claro que se você já tiver assistido é muito legal. São histórias diferentes. Mas mesmo assim, o Nemo e o Marlin não são esquecidos! E como seriam? Eles fazem parte da família da Dory e ajudam ela a encontrar a sua - outra - família.

    4. Os novos animais que são uma graça


    Os meus favoritos foram o polvo Hank e a tubarão-baleia Destiny! Mas todos são uma graça. O polvo Hank é todo rabugento, mas tem um bom coração. A Destiny é MUITO importante na história em si, ela é uma baleia um pouco que cega, que acaba resvalando em tudo. Também temos o Bailey, que faz uma dupla com a Destiny. Sem esquecer os leões marinhos, que são uns folgados. 

    5. Você vai rir e chorar ao mesmo tempo!
    Gente, sabem a apresentadora Marília Gabriela? Então, ela dupla a dona do aquário e fica muito engraçado. No filme, eles também usaram gírias do tipo "miga, sua louca", eu ri muito. Sem contar em outras cenas que são muito engraçadas. E é claro que tem momentos em que eu fiquei assustada e com medo pela Dory. Fiquei pensando o quão ruim e assustador deve ser se perder da sua família. 

    6. Tem um extra depois dos créditos
    UTILIDADE PÚBLICA! Se vocês forem assistir no cinema, fiquem até depois do fim, vale muito a pena. Queria soltar um spoiler aqui, mas quero que vocês assistam.
    Só uma dica: lembram daqueles peixes que se tornaram amigos do Nemo e no final, conseguiram fugir? HAHAHHA enfim. 

    Trailer:


    E é isso, gente! Espero que tenham gostado e ficado com vontade de assistir. Eu adorei o filme e super indico. Tomara que algum desses motivos tenha deixado vocês com vontade de ver, hehehe.

    Quem aí gostaria de assistir Procurando Dory? E quem já viu, o que achou? Me contem. 
    Beijos! 
    © Quebrar o Silêncio - 2016 | Todos os direitos reservados.
    Desenvolvimento por: Fairy Dream Design | Tecnologia do Blogger.
    imagem-logo